https://redibec.org/ojs/index.php/revibec/issue/feed REVIBEC - REVISTA IBEROAMERICANA DE ECONOMÍA ECOLÓGICA 2022-03-31T00:00:00-03:00 Peter May peterhmay@gmail.com Open Journal Systems <p style="text-align: justify;">A Revista Ibero-Americana de Economia Ecológica, REVIBEC, é a revista oficial da REDIBEC, e pretende tornar-se uma referência acadêmica, pelo alto nível científico de seus conteúdos e pelo interesse dos temas tratados, o que contribui para a consolidação da Economia ecológica como abordagem científica na região.</p> <p style="text-align: justify;">A Revista Ibero-Americana de Economia Ecológica, REVIBEC, é uma publicação da Rede Ibero-Americana, REDIBEC criada para publicar e disseminar obras originais de interesse para a região em termos de desenvolvimento e meio ambiente.</p> <p style="text-align: justify;">Paradoxalmente, o advento das novas tecnologias da informação não levou ao declínio esperado na desigualdade de acesso à informação científica. Pelo contrário, essas desigualdades foram exacerbadas, em parte graças ao papel das editoras, que privatizam as informações cuja geração não financiaram. Em resposta, o Ibero-American Journal of Ecological Economics junta-se a outras iniciativas que buscam democratizar o acesso ao conhecimento acadêmico de alto nível através de novas ferramentas informáticas.</p> <p style="text-align: justify;">Revista Indexada em Latindex, Economistas Online, revistas eletrônicas, DOAJ, RePEc, Dialnet, RACO, DDD e logo em IN-RECS.</p> <p style="text-align: justify;">ISSN: 2385-4650</p> https://redibec.org/ojs/index.php/revibec/article/view/vol35-2-1 Economia política da água na China e no Brasil: algumas reflexões 2022-03-13T19:50:32-03:00 Junior Garcia jrgarcia1989@gmail.com Demian Castro demian@ufpr.br Niklas Werner Weins weinsniklas@gmail.com <p>A apropriação desigual do solo vem transformando recursos essenciais, como água, ar e solo, em objetos de disputa estratégica e geopolítica das nações. A República Popular da China (RPC) faz parte dos agentes desta economia política da água. Embora o Brasil abrigue importante parcela da disponibilidade hídrica global, a gestão hídrica tem ganhado espaço na agenda política. O Brasil aparece como importante fornecedor de <em>commodities</em> e como reservatório de recursos naturais. Este trabalho investiga como tem sido a gestão dos recursos hídricos na China frente a escalada da degradação dos seus ecossistemas e o aumento da demanda hídrica, e como a sua experiência pode aportar algumas reflexões para o Brasil. A análise apresenta um contraponto com a gestão hídrica brasileira e seus desafios a partir de uma abordagem baseada em uma Economia Política da Água. As principais lições da RPC para o Brasil para aprimorar a gestão hídrica são: dinamismo nos planos de investimentos; importância da atuação do Estado, do papel da demanda hídrica e da tecnologia; reconhecimento dos limites naturais.</p> 2022-03-31T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 REVIBEC - REVISTA IBEROAMERICANA DE ECONOMÍA ECOLÓGICA