Evidências do Protocolo de Quioto no Brasil: Uma análise exploratória descritiva

Autores

  • Nathália Duarte Lucas Swedish University of Agricultural Sciences
  • Andrea Sales S. Azevedo Melo Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal de Pernambuco

Resumo

Este trabalho teve como objetivo principal analisar a implantação do Protocolo de Quioto no Brasil, observando como as ações brasileiras estão sendo inseridas no contexto deste Acordo. Através dos projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), o país participa como voluntário no esforço de redução das emissões de gases de efeito estufa. Com a execução de projetos que apresentam retornos financeiros possibilitados pela venda dos créditos de carbono gerados pelo projeto. A análise dos 154 projetos aprovados no Brasil, até setembro de 2007, possibilitou que se traçasse um perfil deste mercado, com as seguintes características principais: concentração nas mãos de poucas empresas da região Sudeste; predominância de produção de biomassa para uso próprio; criação de um mercado de aproximadamente 20.361.562,66 toneladas de carbono com a geração de US$ 335.965.948,89 por ano.

Downloads

Publicado

2018-11-29

Como Citar

Duarte Lucas, N., & Sales S. Azevedo Melo, A. (2018). Evidências do Protocolo de Quioto no Brasil: Uma análise exploratória descritiva. REVIBEC - REVISTA IBEROAMERICANA DE ECONOMÍA ECOLÓGICA, 1617(1), 33–48. Recuperado de https://redibec.org/ojs/index.php/revibec/article/view/215