Análise comparativa de práticas agrícolas sustentáveis em comunidades camponesas e indígenas da Meseta Purépecha, México

Autores

  • Dante Ariel Ayala Ortiz Facultad de Economía, Universidad Michoacana de San Nicolás Hidalgo
  • Hilda R. Guerrero García Rojas Facultad de Economía, Universidad Michoacana de San Nicolás Hidalgo

Resumo

Neste trabalho propomos, desenvolvemos e avaliamos a aplicação do nosso próprio método para estimar alguns aspectos da sustentabilidade da prática agrícola rural, tomando como local de estudo a região do Planalto Purépecha, no oeste do México. Uma análise comparativa é feita entre comunidades camponesas indígenas e não indígenas, utilizando o teste U de Mann-Whitney (método não paramétrico). Em termos gerais, os resultados indicam que, apesar de estarem próximas e relacionadas, as comunidades indígenas observam práticas agrícolas mais sustentáveis do que as comunidades não indígenas, com um grau de diferença estatisticamente significativo. Uma importante contribuição metodológica é o desenvolvimento de um instrumento de avaliação contingente para estimar a disposição de semear o milho crioulo, que pode ser aplicado para estimar a oferta de bens sem mercado ou mercados altamente distorcidos.

Publicado

2019-01-14