Nova ruralidade e sustentabilidade da comunidade: contribuições para o emergente campo da ecologia-economia

Autores

  • Mario E. Fuente Carrasco Instituto de Estudios Ambientales de la Universidad de la Sierra Juárez-Oaxaca

Resumo

A perspectiva ética (ecojusticia, justiça distributiva) é uma inclinação na exploração no processo do surgimento da economia ecológica como um campo diferenciado de racionalidade econômica ortodoxa; especialmente pela importância da sustentabilidade no contexto socioambiental latino-americano. A interação desenvolvida com diferentes grupos de trabalho em comunidades rurais dos estados mexicanos de Oaxaca e Michoacán (imersos em processos de uma nova ruralidade comunitária), oferece referências empíricas e analíticas nesta tarefa. Essas práticas camponesas implantam processos heterogêneos de apropriação social da natureza, caracterizados pela busca de uma maior articulação entre responsabilidade social e ambiental. Daí a possibilidade de favorecer o diálogo do conhecimento como proposta metodológica na formulação de estratégias alternativas para a gestão sustentável dos recursos. Esse conjunto de estratégias é expresso por meio de um modelo analítico.

Publicado

2019-01-14