O Índice Integral de Saúde dos Ecossistemas (IISE): um indicador multicritério de clara sustentabilidade na América Latina

Autores

  • Bernardo Aguilar

Resumo

A sustentabilidade é um problema complexo, além de soluções de natureza estritamente ambiental e / ou tecnológica. Nesta realidade, problemas axiologicamente diversos são enfrentados (meio ambiente, economia, sociedade), assim como problemas práticos em ambientes multidisciplinares e sistemas sócio-ecológicos são trabalhados, cuja definição como unidades discretas é difícil. A elevação dos indicadores de sustentabilidade implica um esforço que se estende desde as áreas éticas, organizacionais e educacionais até as estritamente técnicas. Da mesma forma, observa-se a tendência à cooperativização dos processos de sustentabilidade. É um processo paralelo de desenvolvimento acadêmico e sociedade civil em direção à democracia ecológica.
Nesta linha de pensamento, este trabalho reflete sobre a experiência do Índice Integral de Saúde dos Ecossistemas (IISE). Este foi projetado na Costa Rica para avaliar a sustentabilidade de áreas protegidas gerenciadas e também tem sido aplicado em Porto Rico e nos Estados Unidos. Nessas experiências, informações foram geradas sobre as necessidades dos sistemas de avaliação. Foi implementado dentro de modelos de conservação participativos. Lá, serviu para monitoramento iterativo. Refletir sobre essa experiência tem como objetivo nos ajudar a entender as implicações de seu uso potencial como uma ferramenta multicritério para a tomada de decisões econômico-ecológicas dentro de uma estrutura de ecologia política.

Publicado

2019-01-14