MODELOS AGRÁRIOS E SUSTENTABILIDADE: uma análise qualitativa

  • Tomás Loewy Universidad Nacional del Sur
Palavras-chave: desenvolvimento, sistemas, sustentabilidade, paradigmas, agricultura

Resumo

Dentro de uma visão que prioriza a integração das ciências sociais e naturais, a ruralidade da Argentina em geral e da região dos Pampas, em particular, é abordada. O ensaio refere-se a uma proposta teórico-metodológica, baseada em revisão bibliográfica e elaboração pessoal. O objetivo central é contrastar os paradigmas da produção agroindustrial e agrossocial, em uma chave qualitativa. Para fazer isso, nos voltamos para critérios de economia ecológica e abordagem de sistemas. Cinco comparações esquemáticas são apresentadas, selecionando 37 indicadores e 16 variáveis, em torno de três eixos conceituais: território, desenvolvimento e sustentabilidade. Seis atributos, estruturais e de estruturação, são avaliados para gerenciar cada perspectiva. A abordagem do complexo agroalimentar aparece como o elo principal em qualquer estratégia do país, enquadrada em um projeto nacional. A análise dos paradigmas agrários ressalta a importância do perfil dos sistemas produtivos, como variável crítica de desenvolvimento. Enfrentando as encruzilhadas civilizadoras do século XXI, a reconversão agrícola também implica uma responsabilidade política não delegável.

Publicado
2019-06-10