Conflitos ecológico-distributivos e indicadores de sustentabilidade

Autores

  • Joan Martinez-Alier Universidade Autônoma de Barcelona

Resumo

Este artigo apresenta uma tipologia de conflitos sobre o uso de recursos naturais e poluição. Chamamos Ecologia Política o estudo desses conflitos ecológico-distributivos. Os atores de tais conflitos usam diferentes linguagens de avaliação. Por exemplo, eles podem argumentar que querem obter uma compensação monetária equivalente aos danos ambientais sofridos, mas também podem dizer que o território em questão é sagrado ou podem apelar para a defesa dos direitos humanos ou direitos coletivos indígenas, ou podem insistir em valores ecológico que não pode realmente ser expresso em dinheiro. A Ecological Economics estuda as relações entre o crescimento econômico e o ambiente natural. Do ponto de vista da sustentabilidade "forte", isso requer o uso de indicadores físicos, como o HANPP ou a Contabilidade de Fluxo de Materiais. Este artigo pretende mostrar que os conflitos ecológico-distributivos podem ser explicados e até mesmo previstos por esses indicadores físicos de (in)sustentabilidade.

Publicado

2019-08-01

Como Citar

Martinez-Alier, J. (2019). Conflitos ecológico-distributivos e indicadores de sustentabilidade. REVIBEC - REVISTA IBEROAMERICANA DE ECONOMÍA ECOLÓGICA, 1(1), 21–30. Recuperado de https://redibec.org/ojs/index.php/revibec/article/view/342